Perto de uma centena caminharam para “viver o Centro”

Este foi o desafio lançado pela Associação Empresarial da Covilhã Belmonte e Penamacor – caminhar no centro da Covilhã -, para “viver o centro” tal como se fazia há uns anos atrás “quando se combinava o passeio para ver as montras”, relembrou Miguel Bernardo. 
Dizia-se que este era o “passeio dos tristes” mas este sábado foi feito com muita alegria. Dizer que a inscrição nesta actividade custava três euros, valor que vai reverter para três instituições escolhidas pelos caminhantes. Foi mais um passo no desenrolar do programa da iniciativa “É Natal no Pelourinho” que vai animar o centro urbano da Covilhã até ao final da quadra festiva. Um evento que tem “vindo em crescendo”, disse Miguel Bernardo, presidente executivo da AECBP, que espera ter no próximo fim-de-semana a animação em pleno no pelourinho. 
De resto as surpresas vão acontecendo com muitas actividades dirigidas aos mais pequenos a decorrerem já esta semana no pelourinho, com destaque para o carrossel e a Casinha do Pai Natal. “As crianças são quem vive esta quadra com mais intensidade e por isso não podiam ser esquecidas”, disse o responsável pela organização. Dizer que a iluminação de Natal, da responsabilidade da Associação Empresarial da Covilhã, Belmonte e Penamacor, vai ser inaugurada dia 10 de Dezembro, ao longo da semana estão já a funcionar os Mercados de Natal e ao fim de semana há animação de rua no centro da Covilhã.

A bebida oficial é o chá, este sábado foi servido no final da caminhada, para “reconfortar” quem se juntou à caminhada.